domingo, 14 de janeiro de 2018

Conto Zen - Ética"


Há muito tempo atrás, havia um mestre que vivia junto com um grande número de discípulos em um templo arruinado. 

Os discípulos sobreviviam através de esmolas e doações conseguidas numa cidade próxima. Logo, muitos deles começaram a reclamar sobre as péssimas condições em que viviam. Em resposta, o velho mestre disse um dia: 

"Nós devemos reformar as paredes do templo. Desde que nós somente ocupamos o nosso tempo estudando e meditando, não há tempo para que possamos trabalhar e arrecadar o dinheiro que precisamos. Assim, eu pensei numa solução simples".

Todos os estudantes se reuniam diante do mestre, ansiosos em ouvir suas palavras. O mestre disse: "Cada um de vocês deve ir para a cidade e roubar bens que poderão ser vendidos para a arrecadação de dinheiro. Desta forma, nós seremos capazes de fazer um boa reforma em nosso templo".

Os estudantes ficaram espantados por este tipo de sugestão vir do sábio mestre. Mas, desde que todos tinham o maior respeito por ele, não fizeram nenhum protesto. O mestre disse logo a seguir, de modo bastante severo: "No sentido de não manchar a nossa excelente reputação, por estarmos cometendo atos ilegais e imorais, solicito que cometam o roubo somente quando ninguém estiver olhando. Eu não quero que ninguém seja pego".

Quando o mestre se afastou, os estudantes discutiram o plano entre eles. "É errado roubar", disse um deles, "Por que nosso mestre nos solicitou para cometermos este ato ?". Outro respondeu em seguida, "Isto permitirá que possamos reformar o nosso templo, na qual é uma boa causa". Assim, todos concordaram que o mestre era sábio e justo e deveria ter uma razão para fazer tal tipo de requisição. Logo, partiram em direção a cidade, prometendo coletivamente que eles não seriam pegos, para não causarem a desgraça para o templo. "Sejam cuidadosos e não deixe que ninguém os veja roubando", incentivavam uns aos outros.

Todos os estudantes, com exceção de um, foram para a cidade. O sábio mestre se aproximou dele e perguntou-lhe: "Por que você ficou para trás?"

O garoto respondeu: "Eu não posso seguir as suas instruções para roubar onde ninguém esteja me vendo. Não importa aonde eu vá, eu sempre estarei olhando para mim mesmo. Meu próprios olhos irão me ver roubando". 

O sábio mestre abraçou o garoto com um sorriso de alegria e disse: "Eu somente estava testando a integridade dos meus estudantes e você é o único que passou no teste!"
Após muitos anos, o garoto se tornou um grande mestre.

a.d.


"APEGO E DESAPEGO"
Existe uma famosa história zen sobre um mestre e seu discípulo. Os dois estavam a caminho da aldeia vizinha quando chegaram a um rio caudaloso e viram na margem, uma bela moça tentando atravessá-lo. O mestre zen ofereceu-lhe ajuda e, erguendo-a nos braços, levou-a até a outra margem. E depois cada qual seguiu seu caminho. Mas o discípulo ficou bastante perturbado, pois o mestre sempre lhe ensinara que um monge nunca deve se aproximar de uma mulher, nunca deve tocar uma mulher. O discípulo pensou e repensou o assunto; por fim, ao voltarem para o templo, não conseguiu mais se conter e disse ao mestre:
— Mestre, o senhor me ensina dia após dia a nunca tocar uma mulher e, apesar disso, o senhor pegou aquela bela moça nos braços e atravessou o rio com ela.
— Tolo – respondeu o mestre – Eu deixei a moça na outra margem do rio. Você ainda a está carregando.
Não acrediteis numa coisa, apenas por ouvir dizer. 
Não acrediteis na fé das tradições, só porque foram transmitidas por longas gerações. 
Não acrediteis numa coisa só porque é dita e repetida por muita gente. 
Não acrediteis numa coisa só pelo testemunho de um sábio antigo. 
Não acrediteis numa coisa só porque as probabilidades a favorecem ou porque um longo hábito vos leva a tê-la por verdadeira. Não acrediteis no que imaginastes, pensando que um ser superior a revelou. Não acredite em coisa alguma apenas pela autoridade dos mais velhos ou dos vossos instrutores. 
Mas, aquilo que vós mesmos experimentastes, provastes e reconhecestes verdadeiro, aquilo que corresponde ao vosso bem e ao bem dos outros. 
Isso deveis aceitar, e por isso moldar a vossa conduta.
Buda

sábado, 13 de janeiro de 2018

vídeo : "Contos Zen"



Você sabe o que é um escravo?

É aquele que naquilo que não pode mudar, fica lutando, e naquilo que pode mudar, não faz nada.

Epíteto, filósofo.
Seja leve
Esvazie o que te pesa
Valorize o que te alegra
Fale o que te afeta
Sinta forte o que te move
Silencie o que desgasta
Agradeça o bom que te acontece


Música : "Time" - Pink Floyd



Pois dever é isto :

Aquela voz que grita mais alto que minhas flores não nascidas, os meus desejos e me obriga a fazer o que não quero. Pois, se eu quisesse, ela não precisaria gritar. Eu faria por puro prazer. E se grita, para me obrigar à obediência, é porque o que o dever ordena, não é aquilo que a alma pede.

Rubem Alves no livro Palavras para desatar nós.


imagem: google

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Quando uma flor se abre, nunca é apenas uma flor - ela ativa um processo; então, flores continuam a se abrir.
A primeira flor pode ser difícil, mas as outras simplesmente virão.
A primeira experiência é difícil, porque você não a permite.
Uma vez que a permitiu, então não é só uma flor que se abre - mil e uma flores vão se abrir...

Kabir.

Ninguém precisa se assustar com a distância, os afastamentos que acontecem. Tudo volta! E voltam mais bonitas, mais maduras, voltam quando têm que voltar, voltam quando é pra ser. Acontece que entre ainda-não-é-hora e nossa-hora-chegou, muita gente se perde. Não se perca! 

  Caio Fernando Abreu.

Música : Ann Nancy Wilson - Stairway To Heaven



domingo, 7 de janeiro de 2018

Vídeo : Análise de uma mente - Freud (Dublado com legenda)




Vale muito a pena assistir sobre a vida e a obra de Freud.

Mantra de agradecimento



Mantra em louvor à Govinda, também conhecido como Krishna. Govinda é a luz divina dentro de cada um de nós : a luz inocente, pura, repleta de vida, de amor, paz, alegre e adorável. 
Govinda: Deus, o sustentador e apoio de todos. Hare: potente cura da energia que existe dentro de cada um de nós. Govinda e Gopala são dois nomes pelos quais também é conhecido o Senhor Krishna. 

Letra: Govinda Govinda Hari Hari Govinda Govinda Hari Hari Govinda Govinda Hari Hari Govinda Govinda Hari Hari Om Namah Shivaya Om Namah Shivaya Om Namah Shivaya 

Significado:
Govinda é a luz divina dentro de cada um de nós: a luz inocente, pura, repleta de vida, de amor, paz, alegre e adorável.
Govinda: Deus, o sustentador e apoio de todos.
Hare: potente cura da energia que existe dentro de cada um de nós.
Om Namah Shivaya:Eu me curvo diante de Shiva. Ofereço reverência a Shiva, o auspicioso. 

Mantras são sons com vibrações sagradas, capazes de trazer paz, equilíbrio, harmonia, cura, etc. 

Outra informação, é que, é importante escolher o mantra de forma consciente, de acordo com o momento que você está vivendo ou com o objetivo que deseja alcançar. Sua intenção deve estar de acordo com a proposta do mantra. A pessoa deve entoá-lo com confiança que irá atingir o melhor resultado. Muito importante também é manter respiração calma e a mente livre de pensamentos. Por isso, pratique em local calmo e livre de interrupções. 

O Kularnava Tantra (tratado de 1150 d.C. sobre a filosofia shakta da tradição tântrica) nos ensina que há três formas de fazer um mantra: mentalmente, murmurando, e em voz alta. Dessas maneiras, considera-se que o mantra murmurado seja mais poderoso que aquele feito em voz alta, e que o mantra feito mentalmente seja mais eficiente que o murmurado. No entanto, a mesma escritura nos aconselha a mudarmos de técnica quando percebermos que estamos perdendo a concentração ou quando estamos nos distraindo, passando da repetição mental para a verbalização em voz alta ou vice-versa. 

Music by Amrit Kirtan

Vídeo : "O segredo do Salmo 91" - Joseph Murphy



DE UM ESPÍRITO DE CRIANÇA

Ser criança é combinar aquilo que sente com o que se expressa. Criança combina tudo. Vocês, adultos, não combinam. Sentem uma coisa e falam outra. Vocês têm vontade de chorar e riem, têm vontade de gritar e choram.... Então, como é que querem ver as coisas verdadeiras ?
A felicidade é quando você encontra o que te realiza. Alguns sonham para viver dormindo o que não se autoriza viver acordado... Todo mundo quer ser adulto. Ninguém quer ser criança, qdo ser criança é a melhor parte, porque o adulto esqueceu de si, sua pureza e sua genuína arte.  
Você sabia que tudo o que você fala é uma verdade no Universo ?? Deixa sair de sua boca o que tem de melhor... Apenas afirme o que você quer, reconheça a força de sua palavra, e conquistará o sucesso absoluto. Então, desde já, aplaude a sua palavra, o seu gesto e a sua vontade e comemore com um brinde à sua vida. SEJA SEMPRE VOCÊ MESMO. 

Fonte : Revista Leitura Corporal. Belo Horizonte/MG
ENVOLVIMENTO ..

é o encontro de almas, e as almas são puras. Por mais que a racionalidade queira controlar; as mãos não páram, os braços abraçam, as bocas beijam, o coração acelera e o amor acontece....
Envolver-se, não é “ficar e ir embora”, é entrar dentro, é atravessar as barreiras do corpo físico, é entrar em contato com o lado divino do outro.
Envolver-se é dar o melhor de si para o melhor do outro, envolver-se é dizer a verdade primeiro para você e dizer ao outro quando você não quer mais se envolver; então poderia dizer que envolver-se é também se importar com o outro, é colocar-se no lugar do outro, portanto, de qualquer maneira, é envolver-se com o outro. Se todos somos um, então, estaremos todos sempre envolvidos.

 
Ana Lucia do Carmo.

Tipos de caminhos espirituais

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Há dois tipos de caminhos espirituais no mundo, os includentes e os excludentes. 
Os excludentes são os caminhos referenciados pelo "não"; não faça isso, que é pecado, não faça isso que Deus castiga, não faça aquilo que é desonroso. Os caminhos da espiritualidade baseados no "não", induzem sempre à culpa e ao atrofiamento de nosso discernimento próprio.
Os caminhos includentes são aqueles que aceitam as experiências como elas são e que fazem sua arte a partir delas. Os caminhos includentes, tratam de lidar com a realidade e fazer dela uma trilha para a lucidez.

KABIR, o místico da gentileza.

sábado, 6 de janeiro de 2018

Video : Bhagavad Gita - Comentários filosóficos sobre o livro sagrado indiano.


Trata-se de um tratado universal sobre a natureza humana. O Bhagavad Gîta é um diálogo entre um mestre e seu discípulo: Krishna e Arjuna. Um poema belíssimo que expõe a visão hindu sobre o que é a vida, o que é o homem, de onde ele partiu, onde deverá chegar e como chegar. Nova Acrópole é uma organização filosófica presente em mais de 50 países desde 1957, e tem por objetivo desenvolver em cada ser humano aquilo que tem de melhor, por meio da Filosofia, da Cultura e do Voluntariado. 

www.acropolis.org www.acropole.org.br (Brasil - Centro-Oeste, Norte e Nordeste, exceto Bahia) www.nova-acropole.org.br (Brasil - Sul, Sudeste e Bahia)
Oração a mim mesmo

 
Que eu me permita olhar e escutar e sonhar mais.
Falar menos. Chorar menos.
Ver nos olhos de quem me vê a admiração que eles me têm
e não a inveja que prepotentemente penso que têm.
Escutar com meus ouvidos atentos e minha boca estática,
as palavras que se fazem gestos e os gestos que se fazem palavras.
Permitir sempre escutar aquilo que eu não tenho me permitido escutar.
Saber realizar os sonhos que nascem em mim e por mim
e comigo morrem por eu não os saber sonhos.
Então, que eu possa viver os sonhos possíveis e os impossíveis;
aqueles que morrem e ressuscitam
a cada novo fruto,
a cada nova flor,
a cada novo calor,
a cada nova geada,
a cada novo dia.
Que eu possa sonhar o ar,
sonhar o mar,
sonhar o amar,
sonhar o amalgamar.
Que eu me permita o silêncio das formas,
dos movimentos,
do impossível,
da imensidão de toda profundeza.
Que eu possa substituir minhas palavras pelo toque,
pelo sentir,
pelo compreender,
pelo segredo das coisas mais raras,
pela oração mental (aquela que a alma cria e que só ela,
alma, ouve e só ela, alma, responde).
Que eu saiba dimensionar o calor,
experimentar as curvas,
desenhar as retas,
e aprender o sabor da exuberância que se mostra
nas pequenas manifestações da vida.
Que eu saiba reproduzir na alma a imagem
que entra pelos meus olhos
fazendo-me parte suprema da natureza,
criando-me e recriando-me a cada instante.
Que eu possa chorar menos de tristeza
e mais de contentamento.
Que meu choro não seja em vão,
Que em vão não sejam minhas dúvidas.
Que eu saiba perder meus caminhos
mas saiba recuperar meus destinos com dignidade.
Que eu não tenha medo de nada,
principalmente de mim mesmo:
_Que eu não tenha medo de meus medos!
Que eu adormeça toda vez que for derramar lágrimas inúteis,
e desperte com o coração cheio de esperanças.
Que eu faça de mim um homem sereno
dentro de minha própria turbulência,
sábio dentro de meus limites pequenos e inexatos,
humilde diante de minhas grandezas tolas e ingênuas
(que eu me mostre o quanto são pequenas minhas grandezas
e o quanto é valiosa minha pequenez).
Que eu me permita ser mãe,
ser pai, e, se for preciso, ser órfão.
Permita-me eu ensinar o pouco que sei
e aprender o muito que não sei,
traduzir o que os mestres ensinaram
e compreender a alegria com que os simples
traduzem suas experiências;
respeitar incondicionalmente o ser;
o ser por sí só,
por mais nada que possa ter além de sua essência,
auxiliar a solidão de quem chegou,
render-me ao motivo de quem partiu
e aceitar a saudade de quem ficou.
Que eu possa amar e ser amado.
Que eu possa amar mesmo sem ser amado
fazer gentilezas quando recebo carinhos;
fazer carinhos mesmo quando não recebo gentilezas.
Que eu jamais fique só,
mesmo quando eu me queira só.
Amém.
(Oswaldo Antônio Beggiato) 
 
imagem: google

A Prece Silenciosa



A Prece Silenciosa, é um presente de Tobias para todos nós. Foi recebida através de canalização feita por Geoffrey Hope. 

Música:- Nightingale Serenade - (Serenata do Rouxinol), De: ANDRÉ RIEU

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Vídeo: "Pessoas difíceis" - Leandro Karnal



A esposa surda


- Qual o problema de sua esposa?
- Surdez. Não ouve quase nada.
- Então o senhor vai fazer o seguinte: antes de trazê-la, faça um teste para facilitar o diagnóstico. Sem ela olhar, o senhor, a certa distância, fala em tom normal, até que perceba a que distância ela consegue ouvi-lo. E quando vier - diz o médico - dirá a que distância o senhor estava quando ela o ouviu. Está certo?
- Certo, combinado então.
À noite, quando a mulher preparava o jantar, o marido decidiu fazer o teste.
Mediu a distância que estava em relação à mulher. E pensou: "Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora".
- Maria, o que temos para jantar? - não ouviu nada. Então aproximou-se a 10 metros.
- Maria, o que temos para jantar? - nada ainda. Então, aproximou-se mais 5 metros.
- Maria, o que temos para jantar? - Silêncio ainda.
Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
- Maria! O que temos para jantar?
- Frango, droga ..... É a quarta vez que te respondo!

Como percebem, muitas vezes achamos que o problema ocorre com os outros, quando na realidade o problema é nosso, só nosso...

Autor desconhecido

Reclamar ou agradecer?

Evite se tornar em uma pessoa viciada em reclamar da vida. Pois, a palavra RE-CLAMAR significa CLAMAR ao universo que lhe mande mais daquilo que você está odiando atrair para o seu destino. 
Use o seu poder mental, emocional e espiritual de forma favorável ao seu objetivo e comece a agradecer diariamente tudo que você tem de bom na sua vida. Porque a palavra AGRADECER significa: Fazer a GRAÇA DESCER. Ou seja, quando você expressa gratidão a sua presença torna-se como um imã que só atrai coisas boas.

imagem: google


domingo, 24 de dezembro de 2017

Neste Natal...
 
Quero que minha árvore seja feita de silêncios. Silêncios que façam intuir felicidade, contentamento, sorrisos sinceros.
Neste Natal não quero mandar cartões. Tenho medo de frases prontas. 
Elas representam obrigação sendo cumprida. Prefiro a gratuidade do gesto, o improviso do texto, o erro de grafia e o acerto do sentimento.
Neste Natal quero descansar de meus inúmeros planos. 
Quero a simplicidade que me faça voltar às minhas origens. Não quero muitas luzes. Quero apenas o direito de encontrar o caminho do presépio para que eu não perca o menino Jesus de vista.
Quero um natal sem Papai Noel.
Papai Noel faz muito barulho quando chega.
Ele acorda o menino Jesus, o faz chorar assustado.
Os pastores não. Eles chegam silenciosos. São discretos e não incomodam... 
Os presentes que trazem nos recordam a divindade do menino que nasceu.
São presentes que nos reúnem em torno de uma felicidade única.
Quero dividir com Maria os cuidados com o pequeno menino. Quero cuidar dele por ela. Enquanto eu cuido dele, ela pode descansar um pouquinho ao lado de José.
Descubram a beleza que as dispersões deste tempo insistem em esconder. Fechem as suas chaminés. Visita que verdadeiramente vale à pena chega é pela porta da frente.
Na noite de Natal fujam dos tumultos e dos barulhos. Descubram a felicidade silenciosa. Ela é discreta, mas existe! Eu lhes garanto!
Não tenham a ilusão de que seu Natal será triste porque será pobre. Há mais beleza na pobreza verdadeira e assumida que na riqueza disfarçada e incoerente.
E não se surpreendam, se com isso, a sua noite de Natal tornar-se inesquecível.

* Pe Fábio de Melo *

Vídeo: "Gestão da emoção" - Augusto Cury - (Vale muito a pena assistir)